quarta-feira, 9 de abril de 2008

A arte de compartilhar.


No dicionário, uma das definições de compartilhar é, "participar de", "tomar parte em".
Queremos participar de algo ou tomar parte em situações em que agregamos ou nos agregam.

Confesso que uma das minhas maiores dificuldades no início de carreira foi compartilhar informações e conhecimento.
Pensava, equivocadamente, que se somente eu possuísse a informação, teria uma posição privilegiada e usaria aquilo no momento certo para conseguir uma vantagem ou promoção. Em tese isso só funciona no mercado financeiro.

Abri meus olhos a tempo, graças à Deus.

Sempre desejamos "ter" e esquecemos de "ser". Ser alguém melhor para determinada atividade e principalmente pessoas, pois são pessoas que estão ao nosso redor. Aprendi que devemos usar nossos dons e talentos para nosso benefício e de outras pessoas, sejam próximas ou não.

Acredito que em nossa trajetória devemos de alguma forma ter um impacto na vida das pessoas para que sejam melhores que quando chegaram ou conhecemo-nas.

Livros, amigos, líderes, pares, meu Deus, me ajudaram na arte de compartilhar. Sim considero uma arte.

Muito mais do que alcançar objetivos, devo estar fechado com verdades que considero absolutas e que me levam a uma atmosfera melhor e saudável, seja física, mental ou espiritualmente.

Não estou dizendo que devemos dar de bandeja o conhecimento que muitas vezes sofremos e passamos noites sem dormir para obtermos. Acredito que cada um possui o seu nível de interesse e quando passamos por situações difíceis para aprender algo criamos "Escala de Valor".

Compartilhar conhecimento, experiências e trocar idéias é fundamental para muitas vezes sermos questionados e assim, nos levar a refletir.

Em minha nova trajetória como Consultor de sistemas SAP, tenho sido feliz em encontrar pessoas dispostas a compartilhar suas experiências e um dos bens mais valiosos hoje, o seu TEMPO.

Servir ao próximo, sobretudo, é sentir as suas dores e experiências. Jesus fez isto ao vir ao mundo para nos servir (como um verdadeiro líder deve fazer), sentiu nossas dores e angústias (mesmo sendo Deus) para só então ensinar. Este é um aprendizado positiva, independente de sua preferência religiosa.

Escrevo este post inspirado por uma leitura do blog do Rodrigo Campos, presidente da Allegro Businness Group, referente ao artigo "A razão para algo que existe".
http://allegrobgblog.wordpress.com/

Compartilhe, sirva, exista!!!

3 comentários:

Fields disse...

Caro Ricardo,

foi com grande satisfação que encontrei o seu post.

Sinceramente, digo que todo o tempo dedicado a escrever esses textos vale pela alegria de poder ter retornos desse tipo.

Suas reflexões são oportunas e muito relevantes. Parabéns pela boa qualidade do seu Blog e também por sua firmeza de propósitos.

Um forte abraço!

Rodrigo Campos
Diretor Presidente

Allegro Business Group

Ricardo Pernambuco disse...

Caro Rodrigo,

É com honra e satisfação que também encontrei seu blog, que diga-se de passagem, é excelente e fará parte de minhas leituras obrigatórias.

Eu simplesmente trago à tona temas que julgo relevantes para minha vida.

Eu creio que para ser bem sucedido em qualquer área, precisamos pensar no "todo" de nossa vida.

Vejo grandes profissionais de destaque em suas carreiras, mas quando você observa o estrago que fizeram para chegar lá é muito triste.

Sucesso meu amigo!! Você merece!

Ricardo Pernambuco

Anônimo disse...

Informo que meu novo blog é o Degestão, que pode ser acessado no endereço http://degestao.com/.

Grato,

Rodrigo Campos